+55 (71) 991413481 / +1 (774) 498.0303

 

MASSAGENS

MASSAGEM TERAPÊUTICA
Terapia (do grego: θεραπεία - "servir a deus") ou terapêutica significa o tratamento para uma determinada doença através de uma terapia complementar de medicina tradicional.
A massagem terapêutica consiste num conjunto de técnicas manuais ou manipulações com o objectivo de promover o equilíbrio do corpo e a saúde.
Esta massagem conduz a resultados físicos evidentes, tais como relaxamento, estimulação e regulação do sistema neuro-muscular , favorecendo também a regulação emocional.
MASSAGEM AYURVÉDICA
A Massagem é uma das principais técnicas utilizada pelos médicos e terapeutas ayurvédicos, por ser de baixo custo e fácil aplicação. Surgida na cultura dos Vedas (antiga etnia indiana), não é apenas uma das mais antigas e sim uma das mais completas técnicas naturais para restabelecer o equilíbrio físico e psíquico. Trata-se de uma massagem profundamente relaxante, atuando no campo físico e energético, tendo a função de purificação e manutenção da saúde corporal. Tem como objetivo restaurar o bem-estar físico, mental, energético e emocional.

A massagem ayurvédica age nos sistemas: linfático (desintoxicando o organismo), circulatório (aumentando a produção de glóbulos brancos e a nutrição e oxigenação celular) e energético (reequilibrando o chakra e atuando nos sete corpos - desfazendo bloqueios emocionais). Dessa forma contribuindo na cura das principais doenças. É importante ressaltar que, para uma massagem ser ayurvédica, deve levar em consideração os doshas do paciente, seus desequilíbrios e suas características. É uma prática individualizada, específica para cada tipo de pessoa.

Não existe apenas uma técnica de massagem na Ayurveda, mas sim diversas delas, que são feitas com óleos essenciais medicados, de acordo com o dosha do indivíduo. Alegadamente fortalece o sistema imunológico aumentando a quantidade de glóbulos brancos e desentoxica o organismo, mas não existem evidências. É indicada como um dos tratamentos para quase todas as doenças, principalmente: dependência química, alergias, estresse, estafa, fadiga, depressão, fibromialgia, bloqueios emocionais, problemas musculares e de coluna, lembrando que na Ayurveda não se trata a enfermidade, mas sim o indivíduo. Deve ser ministrada com cuidado em gestantes.

Reconhecida pela OMS (Organização Mundial da Saúde) a massagem ayurvédica é utilizada por quase toda população da Índia e está sendo amplamente divulgada no mundo.

Benefícios proporcionados pelo tratamento com a massagem ayurvédica: Rejuvenescimento (melhora na pele), realinhamento das estruturas óssea e muscular, aumento da auto-consciência, fortalecimento do sistema imunológico, aceleração da circulação linfática e conseqüente desintoxicação do organismo; eliminação de bloqueios, prevenção de doenças, aumento de flexibilidade, reequilíbrio dos chakras, atuação nos sete corpos sutis, maior mobilidade das articulações e possibilita uma vida mais harmoniosa e feliz.
MASSAGEM DESPORTIVA
Os primeiros registros de massagem desportiva são encontrados nas antigas culturas grega e romana. Os gregos usavam massagem nas Olimpíadas para aliviar dores e aumentar a recuperação muscular dos atletas. Na verdade, os massagistas antigos eram médicos e tinham um status grande na sociedade. Até hoje, a massagem desportiva é tida como uma profissão respeitada e quase todo atleta ou clube de elite que atua na área do esporte, tem um ou vários massagistas contratados. Na verdade, durante muitas centenas de anos em que a prática da massagem foi considerada como um trabalho não sério, a massagem desportiva sempre sobreviveu como um serviço importante dentro da área do esporte.

A massagem desportiva traz vários benefícios para a pessoa tratada. A grande diferença entre a massagem desportiva e a relaxante, é o vigor e a velocidade. A massagem desportiva usa movimentos e manobras mais rápidas e mais fortes para aumentar a circulação sanguínea, o que traz uma recuperacão mais eficaz depois um esforço físico. A gente pode dividir a massagem desportiva em dois campos. O primeiro, é aplicado depois um esforço físico para recuperar a musculatura. O segundo, é aplicado antes do esforço físico para preparar a musculatura para a tarefa. Enquanto a massagem relaxante libera hormônios que acalmam o corpo como ocitocina e endorfinas, a massagem desportiva, devido aos movimentos mais vigorosos, pode liberar adrenalina, que agita o atleta antes do esforço físico.

A massagem desportiva pode concentrar a atuação em áreas isoladas para resolver problemas na musculatura, nos tendões ou nas articulações. Não costuma ser aplicada como uma massagem completa, que visa mais um relaxamento geral.

Mas a massagem desportiva funciona para todas pessoas que fazem algum tipo de esporte, seja como profissão, hobby ou como amador. Ela completa muito bem o treino e é altamente indicada para evitar lesões musculares, recuperar e preparar o corpo para o esporte.

Quem faz exercícios em academia, por exemplo, para ganhar força muscular ou se sentir melhor, precisa entender que o descanso entre os períodos de esforço físico é muito importante. Sem ele, a musculatura não tem chance para se fortalecer. Quem treina demais e não tem períodos de descanso, tem muito maior risco de lesões na musculatura, nos tendões e no esqueleto. Dores nas articulações podem aumentar. Para ter um ótimo treino, é preciso descansar os músculos.

Se o atleta não tem tempo suficiente para recuperar a musculatura, ele precisa de um auxílio complementar, como aquecimentos prolongados antes dos treinos, alongamentos ou massagem. A massagem desportiva usa muitos alongamentos terapêuticos com a finalidade de esticar as fibras musculares para o tamanho normal. Alongamento pode ser feito com um grupo de músculos ou isoladamente para um ou dois músculos que precisam de maior atenção. Massagem é sempre indicada como auxílio para alongamento, porque muitas vezes nós musculares ou rigidez geral impedem o movimento.

A massagem desportiva normalmente é personalizada para cada atleta, considerando o esporte praticado e onde o atleta se encontra dentro da area de atuação. O tratamento varia muito entre períodos de treino e competição.
MASSAGEM COM PEDRAS QUENTES
O contato com a natureza pode trazer benefícios que a gente, às vezes, nem desconfia. Imagina a cena: você, andando pelo campo, aquelas pedras ali, jogadas, no caminho, meio estorvando, meio decorando.

Você passa e simplesmente esquece. Não dá importância. Passados alguns minutos e você nem lembra mais do que viu. Já aconteceu algo parecido, ou não? Quem poderia imaginar que elas, as pedras do caminho, agora passariam a ser o centro das atenções do mundo da estética?

A terapia das pedras quentes, ou o fato de massagear o corpo com pedras aquecidas e frias, de acordo com a necessidade do paciente, é um conceito moderno se considerarmos a regularização da técnica (na Europa e Estados Unidos existe há oito anos), mas existem referências do seu uso já no Egito antigo e no Velho Testamento. No Brasil, foi introduzida há dois anos pela esteticista Ala Szerman, única profissional habilitada para formar novos técnicos no assunto no País.

As manobras utilizadas na técnica são herança da massagem sueca e do shiatsu. Isso somado às teorias de moxa, a técnica oriental que usa a termoterapia para curar, os conhecimentos de Geoterapia e Massoterapia. Alternando a aplicação no corpo de pedras frias e quentes, consegue obter uma sinergia, reações fisiológicas e orgânicas que fazem muito bem. As pedras são dispostas ao longo dos músculos, no intuito de transmitir energia que religa a força interior. A aplicação é profunda.

"São pedras vulcânicas, plutônicas e sedimentares que trazem herança energética de milhões, às vezes bilhões de anos. Os tamanhos e formatos são escolhidos de acordo com o local da aplicação. Aproveitamos os formatos das pedras para que o encaixe seja o melhor possível no corpo", explica a esteticista. Age como uma ginástica vascular no sistema circulatório, criando respostas sedativas e reenergizadoras no corpo.

Aliás, extremamente sedativas. Ala explica que os pacientes entram no estado alfa, onde o cérebro fica praticamente desativado. "É o relaxamento total. Por isso a técnica é tão utilizada para quem sofre com os efeitos do estresse". Ao final das sessões, que chegam a durar uma hora e meia, Ala diz que é normal os pacientes ficarem dormindo. "Não é o que buscamos.

Melhor seria que eles ficassem acordados, mas totalmente relaxadas como pressupõe o alfa. Mas eles relaxam tanto que dormem".

As pedras quentes eram utilizadas por monges, na antiguidade, para controlar a fome quando entravam em processo de jejum. "Por isso a técnica auxilia na perda de peso", conta a esteticista. Além disso, a energia gerada quando as pedras quentes são friccionadas no corpo, chamada de piezoelétrica, diminui inflamações, melhora a regeneração celular, muito indicada também no tratamento anti-celulite.

Ala conta que foi pessoalmente favorecida com os resultados da técnica. Ela foi vítima de um câncer na mama. Depois das sessões de quimioterapia e com o problema sanado, ela se submeteu a várias aplicações com as pedras quentes. "A energia do corpo fica completamente alterada depois de um susto desses. As pedras auxiliam na restauração do equilíbrio."
MASSAGEM MOXABUSTÃO
Parte integrante da Medicina Tradicional Chinesa, a moxabustão é uma técnica terapêutica que vem sendo utilizada por centenas de anos mostrando maravilhosos resultados. Normalmente se utiliza a moxabustão complementando outras terapias. Como por exemplo podemos citar a massagem ou a acupuntura, embora possa ser direcionada sozinha como base de tratamento.

Pode ser utilizada para tratar diversas enfermidades, dentre elas, problemas menstruais, ansiedade, asma, constipação, depressão, diarréia, dores nos cotovelos, dores nas costas, frigidez, insônia, resfriado, sinusite, vertigem, esterilidade, stress, problemas de natureza digestória, dores nos joelhos bem como método preventivo de tratamento para doenças de diversas naturezas.

No Brasil, entende-se por moxa a erva Artemísia Vulgaris, que é uma planta que cresce principalmente na China, embora na China, a Moxa possa ser utilizada com outras ervas que não a Artemísia. A queima desta erva medicinal gera calor e a liberação de um óleo que traz grandes efeitos analgésicos, relaxantes, estimulantes e favorecem a circulação de toda a energia estagnada em pontos do nosso corpo onde está se apresentando a dor. É usada para tratar indivíduos utilizando o calor gerado pela moxa nos canais de energia(Meridianos), nos pontos de acupuntura, ou simplesmente tratamentos locais, onde o indivíduo sente dor.

Existem dois tipos de tratamento por moxabustão: Moxa Direta e Moxa Indireta, onde encontramos os seguintes tipos de moxa: Cone de Moxa, Bastão de moxa, incenso de Moxa, Botão de Moxa, Moxa em lã, Moxa Misturada, Carvão de Moxa, moxa elétrica, que são diferentes opções para se tratar cada indivíduo dentro de sua deficiência energética.

Esse tipo de tratamento é contra-indicado a pessoas com patologias de natureza calor, pessoas com hemorragias, com queimaduras de qualquer natureza, em feridas abertas ou traumas muito recentes, mulheres grávidas, pacientes renais crônicos ou pessoas que possuam problemas muito graves de pele. Deve ser cautelosamente administrado em diabéticos visto que para muitos deles a sensibilidade em determinadas partes do corpo é diminuída. Porém uma ótima opção de tratamento preventivo com possibilidade do aumento da imunidade e da vitalidade segundo o conhecimento oriental.
MASSAGEM TUI NA
Entre as diversas manifestações da Medicina tradicional Chinesa, a Tui Na é aquela que melhor junta o útil ao agradável. No entanto, não é o carácter meramente relaxante que fez esta prática corporal viajar cerca de cinco mil anos no tempo, a “render” os gloriosos imperadores no passado e a assumir grande protagonismo nos cuidados de saúde na China actual.

A razão desta persistente viagem reside num poder de cura, que teve origem nos reflexos de defesa instintiva que o ser humano “aprendeu” na noite dos tempos, servindo as virtudes de feiticeiros e curandeiros, e que depois foi evoluindo para vários processos terapêuticos seguidos por diferentes escolas e ramos académicos.

Ensinada, desde 1956, com a maior exigência científica em várias universidades chinesas, a Tui Na é uma das áreas de tratamento do Centro de Terapias Chinesas, que também organiza cursos sobre este método de cura – seguro, sem efeitos secundários, eficaz no combate e prevenção de doenças e, como “bónus”, considerado um verdadeiro “elixir” da longevidade.

Desde problemas dos órgãos internos, passando por hipertensão, excesso de peso ou doenças nervosas, até paralisias o número de patologias curáveis por esta prática corporal é praticamente ilimitado, sendo muitas vezes a terapia combinada com outros processos das Medicinas Chinesas para, em conjunto, potenciarem os efeitos desejados.

Os pacientes, embora sintam na pele os benefícios do tratamento com duração sempre superior a 20 minutos e número de sessões variável, não deixam mesmo assim de ficar intrigados com os poderes de uma simples massagem.

Na verdade, a Tui Na é tudo menos uma simples massagem, ou pelo menos aquilo que o termo significa no Ocidente. Se entre nós, a significação de massagem terapêutica se restringe a uma prática de manipulação local e normalmente periférica, no Oriente é extensível à acção que desempenha no sistemas nervoso, reprodutor, digestivo, circulatório e aos benefícios que trás aos tecidos cutâneos, à circulação sanguínea e também à estrutura óssea.

Resumindo: à saúde integral do individuo, das vertentes física, emocional e psíquica. Ou seja, em vez de actuarem tão-somente na massa muscular e no sistema de locomoção, que eventualmente relaxa o indivíduo pelos efeitos obtidos a esses níveis, as diferentes técnicas da Tui Na têm por objectivo regular a função dos meridianos, equilibrando o respectivo fluxo de energia: sedá-la se estiver em excesso e tonificá-la caso esteja enfraquecida, expelindo os factores patogénicos da doença.

Na verdade, na longa evolução da Tui Na, tanto a experiência como mais recentemente o saber científico têm vindo a comprovar que esta terapia tem ainda extraordinários efeitos na recuperação das funções de tendões, ossos e ligamentos, na circulação dos líquidos orgânicos e do sangue , fortalecendo-o.

Nesta ordem de ideias, esta prática ancestral vai ao cerne da questão. Não se limita a curar dores de cabeça, dores de costas, dificuldades no andar ou outros sintomas que além de dolorosos trazem por trás outros problemas piores ou que poderão tornar-se mais graves.

À imagem dos restantes métodos das Medicinas Chinesas, resolve a razão dos problemas pela raiz e frequentemente detecta e corrige sinais patológicos que, embora às vezes ainda não visíveis, poderão manifestar-se e perigosamente enraizar-se no indivíduo
MASSAGEM SHIATSU
No ocidente, a técnica de massagem shiatsu é conhecida por muitos nomes: shiatsu, shiatsu Namikoshi, oha shiatsu, shiatsu-do, shiatsu macrobiótica e zen shiatsu.

Shiatsu é uma técnica de massagem japonesa que significa literalmente “pressão com os dedos”, a palavra “shi” significa “dedo”, enquanto atsu significa “pressão”. É uma técnica de massagem cuja existência data de mais de 2.000 anos, e é realmente um derivado da antiga técnica chinesa de massagem e cura denominado: acupressão.

No shiatsu acredita-se, assim como na acupressão e acupuntura, que o corpo é composto de 14 meridianos e que cada meridiano corresponde a um órgão importante do corpo. Os 14 meridianos do corpo humano seriam como um canal através do qual os fluxos de energia ou chi fluem. Para o shiatsu um fluxo livre e equilibrado de chi no corpo traduz boa saúde.

Assim como chi deve fluir livremente e em equilíbrio através do corpo, o qui também não pode estar bloqueado, pois se isso ocorrer o corpo experimentará a doença. A doença também acontece quando o chi é empobrecido em certos pontos do corpo, enquanto flui em excesso em outros.

Na massagem shiatsu, o objetivo é remover os obstáculos que bloqueiam o fluxo de energia através dos meridianos do corpo. Além disso, visa restabelecer o equilíbrio desse fluxo de energia. A remoção desses obstáculos e restauração do equilíbrio do corpo são feitos pressionando os dedos – e às vezes os cotovelos, joelhos e pés – nos pontos de acupuntura, também conhecidos como pontos de pressão, ao longo dos meridianos do corpo. O terapeuta shiatsu também manipula as áreas adjacentes a estes pontos de pressão para estimular a capacidade do corpo de curar e aumentar a sensação de bem-estar.

A medicina ocidental convencional não tem qualquer prova de se os meridianos através da qual os fluxos chi fluem realmente existem no corpo. O shiatsu, assim como outras técnicas de cura semelhantes são tratados como medicina complementar. No entanto, assim como as massagens e outras técnicas de cura derivados de acupressão, está provado que pressionar os acupontos no shiatsu ajuda a estimular a liberação de endorfinas e energiza o sistema imunológico, persuadindo o organismo a combater doenças. O shiatsu pode ser usada para tratar vários problemas de saúde, da dor muscular à dor digestiva e até mesmo a dor emocional.

A massagem Shiatsu pode ser intensa, e por isso não é incomum os pacientes terem vontade de rir ou chorar, querendo gritar ou ainda exibir outras emoções durante o tratamento. Este é considerado um sinal de que o fluxo de energia dentro do corpo está sendo restaurado para a forma como deve ser.

Após uma sessão de massagem shiatsu, o cliente deve sentir uma profunda sensação de calma, relaxamento e contentamento. No entanto, ele ou ela também pode sentir os sintomas de resfriado e gripe, após o primeiro par de sessões, esse é um efeito colateral do shiatsu que também é tomado como um sinal de que o corpo está bem em seu caminho para uma grande melhoria.
MASSAGEM RELAXANTE
A massagem tem sido usada desde o começo da humanidade, com isso é considerada umas das formas mais antigas de manipulação do corpo humano. Ela tem sido empregada com êxito por muitas culturas como meio de promoção e restauração da saúde, principalmente para aliviar as dores e os desconfortos físicos.

A massagem quando aplicada corretamente auxilia na tonificação e ajuda na recuperação dos músculos, no equilíbrio dos órgãos internos e sistema nervoso, aumenta a respiração celular e circulação sanguínea e também provoca uma ótima sensação de repouso e bem estar.

A duração de uma sessão de massagem depende do objetivo e disponibilidade do paciente. Geralmente, o tempo mínimo utilizado é de 45 minutos, podendo chegar até 2 horas. A aplicação da massagem pode ser realizada tanto no chão como sobre uma maca apropriada.

Além das drenagens linfáticas e massagem modeladora, que são as mais conhecidas por ajudar a melhorar a celulite e reduzir medidas, a massagem relaxantetambém é muito importante e tem suas vantagens, além disso, existem vários tipos de massagem relaxante.

As massagens relaxantes são tratamentos que usam as mãos ou aparelhos simples. Todo o tipo de massagens relaxante tenta promover o relaxamento muscular e combater o estresse. A maioria deles libera um hormônio chamado ocitocina que combate a tensão muscular e o estresse, ajudando o intestino e a pressão arterial. Em geral, todos os tipos de massagem, fazem de alguma forma parte das massagens relaxantes, considerando que o relaxamento muscular é uma das características mais comuns nas terapias de massagem.
PARA MAIORES INFORMAÇÕES E ENDEREÇO CLICK NA BARRINHA ROSA LOGO A BAIXO